Saltar para o conteúdo principal
quarta-feira, 15-06-2016.

Fráguas

A freguesia de Fráguas localiza-se no quadrante Nordeste do Concelho de Rio Maior e tem uma área total de 1612 ha, com uma população de 905 habitantes (censos de 2011) e uma densidade de 0,56 hab/ha.

A freguesia confronta a Norte com a freguesia de Gançaria e a Este com a freguesia de Alcanede, ambas do concelho de Santarém. A Oeste confronta com a freguesia de São Sebastião e a Sul com a freguesia de Outeiro da Cortiçada, estas do concelho de Rio Maior.

A fundação de Fráguas remonta a meados do século XVII. Esta é privilegiada pela beleza dos seus campos, tem um relevo ondulado de forma baixa com vales, e terrenos férteis. A toponímia original desta povoação foi Frávegas, nome que está ligado às palavras ferro e ferreiro associado às oficinas de ferroio existentes nos primórdios do século XVIII, das quais apenas se encontram vestígios.

Esta freguesia foi instituída a dois de setembro de 1555, dia de S. Miguel, por Bula assinada em Roma pelo pontífice D. Paulo IV. Nesta mesma Bula foi também determinado o ordenado que deveria ser pago ao cura desta freguesia pela Comenda de Alcanede. Fráguas é constituída pelos Aglomerados de Fráguas, Carvalhais, Póvoas, Vale de Brejo, Ribeira de Fráguas, Casais da Cheira. Até 24 de outubro de 1855, Fráguas fez parte do extinto concelho de Alcanede, cuja área era bastante extensa, acabando por vir a ser integrada no concelho de Rio Maior, e pertencida em tempo à Ordem de Avis, da Comenda da Vila de Alcanede.

Esta freguesia tem por orago Santo António. A primeira igreja matriz situava-se no ermo de uma charneca, fora da povoação, e tinha por invocação S. Miguel. Este templo ainda hoje existe no mesmo local, apesar de se encontrar em estado decadente. Os paroquianos, verificando que esta igreja carecia de grandes obras e estava afastada da povoação, deliberaram, então transferir a matriz para a capela de Santo António que se encontra dentro da povoação. A inauguração desta nova matriz teve lugar em 1622 dia de S. Matias. O cura Matias Machado, em serviço nesta paróquia, com o agrado do povo, dirigiu as cerimónias relacionadas com esta inauguração, conforme consta de um assento registado nos livros da referida igreja. No período decorrido entre 1535 e 1726, esta paróquia foi servida por 22 curas.

Nesta freguesia existem minas de ferro por explorar, segundo diz o povo. A estrada nacional que vai de Rio Maior, com passagem por esta freguesia, muito contribuiu para o seu desenvolvimento. Os seus campos regados pela Ribeira de Alcobertas, são de grande produção, principalmente azeite, vinho, arroz, madeira e cortiça. Os seus numerosos espaços florestais muito têm contribuído para a riqueza desta freguesia.

 

Contactos da Junta de Freguesia:
Tel.: 243 907 160 
Email: 
Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

GPS: 39.3769656,-8.8553817
voltar ao topo